.

" Em momentos de crise, só a imaginação é mais importante que o conhecimento".
(Albert Eisten)

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

a volta a BH, matando a saudade, falando sobre BDSM.

____A cidade que tenho sempre saudades, nossa fico pensando sempre quando estou fora, marcando a data de volta e contando os dias, penso sempre um fim semana por mês junto com a minha família, amigos e escravos é muito pouco, agora estou em casa por um tempo, pelo menos 3 meses, realmente vejo a cidade com outros olhos quando fico fora tanto tempo. Hoje foi ao centro, nossa BH está cheio de obras, mas eu vou falar uma coisa, a avenida Afonso Pena, está ficando linda, a praça sete um show, todos os predios sendo reformado, pintados, fiquei com mais orgulho desta linda cidade.
____Além da minha família e amigos uma coisa que me diverte que faz parte da minha vida, pois não consigo ver minha vida sem sm, adoro e me divirto muito.
____Desculpe quem tem problemas em assumir o BDSM, nem estou falando em falar para todo mundo disseminar o que gosta para seus amigos, e sua família, eles não são obrigados a aceitar e nem a gostar nada, o que é bom para mim pode não ser para outro, mas eu me assumo, sei o que gosto, como gosto, e faço exatamente o que me deixa feliz, não tenho nenhum tipo de culpa pois sei que não estou fazer mal a ninguém, não tenho crises, pensando será que o que estou fazendo é normal, será que não tenho nenhum tipo de problemas com isso? Devo ter algum distúrbio, ou será que o que sinto e pratico é algum tipo de patologia? Respeito a todos que tem estes tipos de questionamentos, pois fazem a pessoa crescer, outro dia vi uma propaganda da TV cultura dizendo que não são as respostas que movem o mundo, e sim as perguntas, e acho louvável as pessoas ter questionamentos, quem sabe assim elas melhorem e descubram que ser feliz não é pecado, desculpe a todos que tem estes questionamentos mas eu não tenho, gosto de bdsm, faz parte da minha vida, e sempre vai fazer.

2 comentários:

Ella disse...

Viajar é bom,fazer amigos por onde passa é melhor ainda...Mas nada como voltar pra casa e ficar perto da família.

Saudades!

A Pandora disse...

Ai, está uma verdade verdadeira, um termo usado pelo meu sobrinho.